• Página Inicial
  • Biografia
  • Posts RSS

Caminhei sozinho


Numa velha estrada ao oeste,
Um velho sábio me disse:
Apenas vá por este caminho,
O vento lhe dirá a direção.
Entretanto meu pensamento
Refletido em momentos passados,
Transformando lembranças em versos,
Tentando conter-se da energia
Absorvida sobre a mantra da saudade,
Que demasiadamente me atingia.
Não me encontres, amarga solidão,
Racionalismo perdido em mentiras.
Não me encontres, repetirei.
Quero que simplesmente me leve,
Longe daqui, de volta à vida
Que sem amigos nada mais é
Do que um livro de páginas brancas.

8 comentários:

Patricia disse...

Ahh gostei

Samara Santos disse...

"E que o mar do acaso me leve para outro algum lugar longe daqui, mas se me deixar mas cansada do que já estoum, retifico-me, apenas sento na areia a observar o blue do céu e o barulho das espumas no mar, isso me acalma isso me basta!"
^^

Lindo seu texto... ;)
bjos.

Andressa Gomes disse...

to te seguindo, ve se me segue tbm rsrs
bjs

Nathiele disse...

Um dos seus poemas mais lindos que li!
Parabéns!
Realmente, o q seria do ser humano sem amigos?
(...)

beijos...Nathizinha s2

Rafaela disse...

Gostei !! . Parabéns!

jessica disse...

A vida ensina e o tempo traz o tom ♪ .
Andando sozinho nos descobrimos mais , e os amigos dão alicerce .

Nanna disse...

Desconcertante... Esse é o único eufemismo que consigo pensar pra voc...

Te quiero (L'

Willian disse...

Brow essa voce colocou pra foder .
Vamos ver agr se voce escreve sobre essas cervas de hoje . ! s2'

By willianstrela-bananada

Postar um comentário