• Página Inicial
  • Biografia
  • Posts RSS

A passagem


Através da porta
Um feixe de luz
Sombrio, nostálgico.
Silueta da morte,
Acorde!
Sorria para ela,
Passaporte aceito.
Complexo, anexo.
Severo covarde,
Depressa!
Sombras abstratas,
Formas obscuras,
Seres inventados,
Realidade imatura.
Coragem!
Cruzada a porta,
Dentro não há,
Absoluto nada,
Universo paralelo.
Droga!
Outrora é tudo,
Agora é ausênte,
Por que o presente
Aborta o passado,
Afogue no vale
O medo vermelho,
O fim do início
Que nunca terminou.

9 comentários:

Eureka! disse...

Bacana! Parabéns pelo blog

J.R. disse...

Adorei o texto!! ;)

Meus Olhos Azuis disse...

Nossa, lindo o modo como vc escreve. Heim, troca parceiria em banners?

Anônimo disse...

great

Anônimo disse...

Q maneiro hein Brow

Nathy

Anônimo disse...

Amoor,pensamento perfeito! adoreii mesmo ,muito lindas as palavras e as colocações!




Phane ;)

Zé Altair disse...

auehuauehiaheiha, bom meu irmão, bom.

Realmente, gostei do texto e curti a onda da escrita. Maneiro mesmo.

Rubi disse...

Sempre que venho aqui, tenho a oportunidade de ler ótimos textos. Este no entanto, foi um dos meus preferidos! Parabéns pelo bom uso das palavras.

Até mais!

Jeniffer Farias disse...

Bacana, bacana! continue assim...

Postar um comentário