• Página Inicial
  • Biografia
  • Posts RSS

Eternizado pela lembrança


O amanhecer do dia me fez enxergar,
Um dia que viria sem um peso pra me obrigar,
Te falar mentiras, desnecessário.
Não faz meu estilo.

Minha beleza não fortalece um elixir
Como o blues que um dia Dylan cantou,
Mas vejo seu olhar inconstante me dizer
Que algo em mim, sem saber te encantou.

Meus sentimentos apreciam a verdade
Como uma flor que o vento tocou.
Não finja que não me queres,
Não faz meu estilo.

Caracterizando-me com o vigor do não sentir,
Seus cabelos suavemente tocam meu estar.
A flor já não mais tocará o forte vento
Sempre que os longos fios o tirarem pra dançar.
Quem sabe, talvez seja cedo pra ser tarde,
Mas nunca tarde pro sol poente me dizer:
- A noite que chega te fará lembrar
De um beijo que nunca vais esquecer.

5 comentários:

tammy diktiva disse...

Eu achei lindo, pelas palavras muito bem escritas e que mostram realmente a sensibilidade do autor.
"talvez seja cedo pra ser tarde,
Mas nunca tarde pro sol poente me dizer:
- A noite que chega te fará lembrar
De um beijo que nunca vais esquecer."
Achei perfeita essa parte, adoro beijos inesquecíveis. Parabéns pelo blog :**

Pontes disse...

Bonito texto, bastante sensível.

Stivie Sena disse...

sem palavras
ÓTIMO

Tomaz C Frausino disse...

Invejável... muito bom mesmo

Garbo disse...

porra brother!! muito bem escrito, eu colocaria a estrutura de forma diferente, pois não é o meu estilo, mas diferente perderia vc do poema.

Veja o q acha do meu ultimo poema tem um conceito similar

Postar um comentário